Destaques

Campeonato Brasileiro de Enduro recomeça neste final de semana

Escrito em 09/09/2020
Cesar Araujo


Em meio a um fantástico complexo turístico, o Campeonato Brasileiro de Enduro está de volta com toda sua força! Após mais de 180 dias de intervalo da realização da primeira etapa em Itapema (SC), as atividades da modalidade estão retornando desta vez em outro famoso balneário catarinense.

A próxima etapa será realizada neste final de semana - 12 e 13 de setembro - na cidade de Penha, mais precisamente no Kartódromo Internacional Beto Carrero, obedecendo à nova realidade que vivemos, cercado de todos os cuidados e procedimentos sanitários preventivos da COVID-19.

Após um longo período de isolamento e muita expectativa, os atletas voltam à animação inicial, com muita empolgação para os embates nas competições. Apesar de todas as dificuldades que foram impostas, nosso mercado se manteve ativo, pois a prática esportiva foi um ponto importante neste período. 

Foi possível acompanhar os atletas pelas redes sociais, fazendo o possível para manter-se em casa bem fisicamente. Foram muitos #TBT, mas agora vamos começar uma nova fase. Está tudo atualizado: calendário reprogramado, equipes e pilotos motivados e um importante e reconhecido esforço dos executores das provas, dos clubes e promotores e também apoiadores para adaptação e superação desse momento.

As disputas estão abertas, com 4 provas programadas e expectativa de até 10 possíveis etapas até o fim do ano (considerando que existe o descarte das 2 piores participações no final do campeonato). As melhores colocações só serão definidas na final, programada para Marzagão (GO), em dezembro.

Na ENDURO GP, Bruno Crivilin (1 – Honda Racing), saiu na frente na defesa do título brasileiro e tem a possibilidade de disputar simultaneamente o Brasileiro e o Mundial de Enduro, uma tarefa “hercúlea” pois o pouco tempo entre as provas no Brasil e na Europa e as longas viagens vão ser um obstáculo a mais.  

Junto a isto, seus adversários não vão facilitar as coisas: Gabriel Soares (7 – Honda Racing), Rômulo Bottrel (22 – KTM), Patrick Capila (33 – Edgers) e Vitor Borges (51 – Beta) estão na disputa que está apenas começando.

Nas categorias, Bruno Crivilin (1 – Honda Racing) lidera a E1, seu companheiro de equipe Gabriel Soares (7 – Honda Racing) a E2, Rômulo Bottrel (22 – KTM) a E3 com uma moto com motor 2 tempos fez uma excelente prova na abertura, Nicolas Rodrigues (4 – Edgers) puxa a fila na categoria para os jovens com menos de 23 anos, na E4 para motos até 28 cv Thiago Wernesbach (41 – Edgers). Lembrando que estas são as categorias compõem a ENDURO GP, que agrega as principais disputas.

Para as demais categorias, divididas por faixa etária e também iniciantes, temos garantias de grande competitividade:

Enduro 35 – Nielsen Bueno (35 – Power Husk) lidera, seguido por Aloizio “Lolo” (182 – Equipe Q4) e Mauricio Rizzon (31)
Enduro 40 – Adriano de Ávila (135 – Equipe Q4) lidera, seguido por José Mário da Fonseca (543 – VM Racing) e Rodrigo Lopes (599)

Enduro 45 – Fabio Bizarria (514 – FTWO) lidera, seguido por Luciano Frozi (285 – MXF/Parts 57) e Mauricio Fernandes (111 – Power Husk)

Enduro 50 – Levi Tesch (333 – Lekker) lidera, seguido por Washington da Silva (24 – Caipira Racing) e Romeu Eurich (767 – Blindex)

Enduro 230 – Jonas Sawan (30) lidera, seguido por Leonardo Bortoncelo (222)  

AMADORA – Thyrso Carmona (54 – KTM) lidera seguido por Adriano Santana (886) e Caio Cesar Carneiro (52)

 

Para a etapa deste final de semana, não teremos a disputa na categoria Feminina, que registra um empate na primeira colocação entre a mineira Isadora Bianca (113 – Equipe Q4) e a goiana Barbara Neves (116 – Honda Racing). Para as próximas disputas, elas retornam e seguem até o final da temporada.  

De maneira a proteger a saúde dos menores de idade, as categorias KIDS não serão disputadas nesta prova, por recomendação do órgão sanitário estadual. Mesmo sendo categorias de incentivo, com a intenção de formar e descobrir futuros talentos, temos de ser coerentes e concordamos em protegê-los.  

 

Na prova de Penha (SC), serão 3 voltas em um percurso de 32 km cada, contendo 3 especiais bem diversificadas: o CT – HONDA, no Kartódromo Beto Carrero será parte em pasto molhado, outra parte em chão batido, aproximadamente 4 km; o ET1 – GERAÇÃO YAMAHA, de frente para o mar, todo em terra e areia, vários obstáculos naturais, com aproximadamente 5 km e o ET2 – PRO TORK, em área de uma pedreira abandonada, a mais técnica das especiais, em trechos de pedras e terra, aproximadamente 4 km.  

 

Segundo André Alcântara, organizador local da prova, “estamos preparando cada detalhe, com certeza teremos uma boa prova, pois minha dedicação e de toda minha equipe é integral e com este objetivo, mas para 2021, com mais tempos e um planejamento desde já certamente teremos possibilidades ainda melhores”

 

Assis Aquino, Diretor da modalidade Enduro da Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM) enfatiza: “É com grande alegria e responsabilidade que estamos retomando as provas de Enduro, mas ainda estamos em meio a uma pandemia, por este motivo precisamos estar juntos, pilotos, equipes, organizadores locais, promotores, staff e patrocinadores, juntos com a CBM. E comprovarmos que é possível fazer as competições que tanto amamos de maneira segura, tomando todos os cuidados com os protocolos e orientações sanitárias recomendadas pelos órgãos de saúde. Nos encontramos em Santa Catarina!”

 

Confira a programação completa:

11 de Setembro (Sexta- Feira):

10:00 as 19:00 – Secretaria de Prova Virtual;

17:30 – Briefing da Prova Virtual

 

12 de Setembro (Sábado):

07:30 às 10:00* – Vistoria Técnica e Guardar Motos no Parque Fechado;

10:00 – Largada dos dois primeiros pilotos;

16:00 – Pré-Finish – Paddock;

16:20 – Parque Fechado;

20:00 – Divulgação dos resultados oficiais do dia;

 

13 de Setembro (Domingo):

09:00 – Largada dos dois primeiros pilotos;

15:00 – Parque Fechado;

17:00 – Divulgação dos resultados oficiais do dia

*A programação está sujeita a alterações.

 

O Campeonato Brasileiro de Enduro 2020 é patrocinado por Honda, co-patrocinado por IMS e conta com o apoio de: MXF Motors, Beta Brasil, Borilli, bLU cRU Yamaha, Airoh Helmet, Motorex, Motul, Edgers, Race Tech, Sig Visual, Parts 57, MR Pro Braces, Tech Ride, DYVA, BMP, Circiut Equipament, Dirt Racing, BMS, Galfer, RTech, All Balls, Wossner, Jeri Adventure Ride, Brasil Moto Tour, Receptivo Itália, Adven Tour Brasil, Freeride Spirit e Planetour agência de viagens.