Outras Modalidades

Nicolas Ferreira estreia com 2º lugar no Mundial de Freestyle Motocross

Escrito em 21/11/2018
Divulgação


Foto: Nicolas Ferreira executa backflip heelclicker
Crédito: Oliver Franke - Night of the Jumps


Piloto de 22 anos conquistou 2ª posição no Highest-Air da 8ª etapa do Mundial de Freestyle Motocross, realizada em Shenzhen, China. Com salto de 9 metros de altura, mato-grossense estabeleceu melhor resultado do Brasil na prova

Nicolas Ferreira conquistou a 2ª posição na prova Highest-Air em sua estreia no Mundial de Freestyle Motocross, o globalmente conhecido Night of the Jumps. O piloto disputou a 7ª e 8ª etapas da temporada, realizadas respectivamente em 17 e 18 de novembro, na cidade de Shenzhen, China. O mato-grossense conquistou o resultado após saltar 9 metros de altura neste domingo (8ª etapa). Além do Highest-Air, Nicolas também competiu nas provas Freestyle e Best Whip.

O Highest-Air, também conhecido como Step Up, pode ser resumido como salto em altura. Na prova, os pilotos aceleram individualmente rumo a uma rampa de lançamento quase vertical, que os projetam sobre uma barra horizontal, gradualmente erguida ao longo da competição. É uma prova tecnicamente exigente e arriscada. Por isso, normalmente restrita a um grupo seleto de competidores.

Inicialmente, Nicolas competiria no Freestyle e Best Whip. Porém, o entusiasmo da estreia superou a pressão e o piloto decidiu disputar também o Highest-Air. O 2º lugar conquistado significa técnica, foco e superação notáveis. No primeiro treino livre do Freestyle Nicolas caiu manobrando um jet ski (saltar com os pés sobre o banco). E mesmo bastante dolorido em razão da queda, encarou o desafio do Highest-Air e conquistou o melhor resultado do Brasil nesta prova no Mundial de Freestyle Motocross.

Detalhes adicionais importantes: Esta foi a primeira vez que Nicolas disputou este tipo de prova, e foi superado apenas pelo alemão Kai Haase, que em Shenzhen sagrou-se campeão do Highest-Air do Mundial de Freestyle Motocross 2018.

“Gosto de novos desafios, por isso decidi entrar na disputa (Highest-Air). E um dos maiores desafios era a suspensão original da minha moto. A cada pouso, parecia que ia cair. Mas tudo foi incrível”, comentou Nicolas Ferreira.

No Freestyle, Nicolas concentrou-se em mostrar na pista voltas seguras e consistentes. Enfoque que não o impediu de executar combinações de flip como backflip superman, backflip heelclicker e backflip indy. Terminou na 10ª posição nas duas etapas. Já no Best Whip, disparou bom volume de “entortadas”, incluindo os “tortos” clássicos e turndown whips.

Numa autoanálise sobre a estreia, Nicolas mostra-se bastante satisfeito. Primeiramente pelo reconhecimento demonstrado por meio do convite. E também com o próprio desempenho. Entende que alcançou o objetivo principal: deixar uma impressão positiva nos organizadores, e abrir oportunidades para próximas etapas.

Resultado Maxxis Highest-Air – 8ª Etapa – Shenzhen

1 – Kai Haase (ALE) – 9,5 metros (campeão 2018)

2 – Nicolas Ferreira (BRA) – 9,00 metros

3 – Pat Bowden (AUS) – 7,50 metros
Fonte: Torcedor / Jose Queiroz