Sertões vai definir campeões do Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country

Escrito em 29/10/2020
Cesar Araujo


Sertões 2020 terá cinco etapas válidas pelo Brasileiro de Rally Cross Country - Foto: Comunicação Sertões

 

Começa amanhã no Autódromo Velocitta em Mogi Guaçu (SP) a 28ª edição do maior rally das Américas, que vai percorrer cinco Estados e o Distrito Federal. Na programação do Sertões, cinco etapas serão válidas para o Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country, que terá seus campeões definidos durante a competição.

 

“A Confederação é a responsável pelas motos, quadriciclos e UTVs, o que representa quase 70% do grid sob nossa responsabilidade. O Sertões tem uma importância significativa para o Cross Country, pois é principal prova da modalidade na América do Sul e o maior rally realizado dentro de um único país”, comenta Adilson Kilka, Diretor da modalidade na Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM). 

 

Kilka explica ainda que os cinco primeiros dias do Sertões valem pontos para o Brasileiro de Cross Country, sendo que cada dia vale como uma etapa. “Nós tivemos três etapas no Rally do Jalapão, em agosto, e mais quatro rodadas válidas durante o Rally RN 1500, em setembro. O campeonato tem sido de excelência, com chances para todos os pilotos”.

 

Dados da organização do Sertões apontam que as provas contam com representantes de 206 cidades brasileiras, vindo de 21 Estados e o Distrito Federal. Em números, são 403 inscritos, distribuídos entre: 63 Motos/Quadriciclos; 40 Carros, 55 UTVs; 20 Regularidade e 55 Light, a nova categoria de 2020, totalizando 56 equipes. 

 

Ao todo, o Sertões vai percorrer 4.567 quilômetros, sendo 1.842 deles de trechos cronometrados. A saída é em Mogi Guaçu, no interior de São Paulo, com chegada em Barreirinhas, Maranhão, cidade conhecida como o Portal dos Lençóis Maranhenses, passando por Goiás, Distrito Federal e Tocantins.

 

Tradicionalmente, a prova acontece em agosto. Porém, em função da pandemia de coronavírus, foi transferida para outubro/novembro e será realizada em formato “bolha”, com vilas montadas em locais isolados, com acesso restrito apenas aos credenciados, todos testados com exame PCR.