Outras Modalidades

Brasileiros prontos para o 93º Six Days Enduro que começa amanhã no Chile

Escrito em 09/11/2018
CBM


A equipe brasileira já está em Viña del Mar, no Chile, onde amanhã (sábado - 10 novembro) acontece o desfile das nações para a disputa do 93º Six Days Enduro, prova mais antiga e tradicional do calendário da FIM – Federação Internacional de Motociclismo. A primeira edição desse evento foi em 1913 e só não foi realizada ininterruptamente devido ao período de guerras mundiais. Apesar de ser realizado anualmente desde a década de 50, é considerado a Olimpíada Mundial do Enduro. Além da competição entre as nações, existem disputas entre clubes de motociclismo de todo o mundo e também há uma premiação que agracia o desempenho individual de cada competidor.

Esse ano participam 400 pilotos de 25 países, mas, principalmente na Europa, o Six Days costuma ultrapassar 600 pilotos com até 40 países inscritos. Nesta edição, a seleção Brasileira será representada por Bruno Crivilin, aque ano passado na França fez história na competição, com um oitavo lugar, o melhor resultado do time Brasil em todos os tempos, Patrik Capila, Gustavo Pellin e Nicolas Rodrigues, selecionados de acordo com o ranking da CBM – Confederação Brasileira de Motociclismo.

Durante os seis dias de prova, os pilotos devem cumprir o percurso que terá uma média de 270 Km por dia. Outra característica do Six Days é que, além de ficar atento ao percurso, o piloto tem que acelerar forte nas especiais e ainda cuidar da manutenção da sua motocicleta. Ainda existem restrições de substituição de peças e cabe exclusivamente ao piloto fazer os reparos necessários: não é permitida a ajuda de mecânicos, a não ser para abastecer as motocicletas. Troca de pneus, regulagens e substituição de peças, durante os seis dias de prova são obrigações dos pilotos.

Bruno Crivilin falou sobre a preparação para superar os seus resultados anteriores. “Fiquei feliz pelos resultados históricos que conseguimos no ano passado e quero lutar por um resultado ainda melhor. Tive a oportunidade de fazer a temporada do Mundial de Enduro e conhecer mais de perto o ritmo e a preparação dos pilotos. Essa experiência será importante no decorrer da prova, que é longa e muito difícil, quero chegar até o último dia lutando pela nossa seleção, além de buscar um bom resultado individual também”, explicou o piloto, que está no Chile desde a última terça-feira (6).

A prova começa na próxima segunda-feira (12). O primeiro e segundo dia o percurso será o mesmo, na área de Papudo e Zapallar, região conhecida por suas incríveis praias e montanhas. Já o terceiro e quarto dia a prova vai para o leste de Viña del Mar e no quinto dia a região escolhida é a costa sudeste de Viña, na região de San Antônio e San Domingo. O sexto e último dia (sábado) o teste final será uma disputa de Motocross, em uma pista montada na beira da praia de Viña del Mar.