MXSX Internacionais

Jorge Prado: Fighting Fitness

Escrito em 02/09/2020
Cesar Araujo

O piloto da Red Bull KTM Factory Racing , Jorge Prado, tem lutado um pouco na classe MXGP, com algumas lesões graves antes do início da temporada, e depois tendo que correr contra pilotos que estavam 100% em forma. No entanto, o espanhol mostrou seu potencial ao chegar ao pódio na última rodada do MXGP na Letônia no mês passado.



Prado ficou muito emocionado no pódio depois de terminar entre os três primeiros, e ficou claro que as lesões tornavam sua preparação quase impossível, mas devido ao trabalho duro e sua incrível determinação ele rapidamente acompanhou o ritmo dos principais competidores da MXGP.

“Quero dizer”, disse Prado. “Foi um dia emocionante. Poucas pessoas sabem como tive de lutar para chegar ao pódio na Letônia. Tive duas lesões graves e todos os dias coloquei o máximo em cada treino, coloquei 100% e valeu a pena. Esta é a categoria mais alta do motocross e terminar no pódio é muito especial. Agora, indo para casa, é um alívio. ”

As demandas de suas duas corridas mostraram-se para o bicampeão mundial de MX2 e ele teve que realmente se esforçar para outro nível enquanto seu corpo lentamente começava a mostrar sinais de sua falta de preparação para a corrida.

“O caminho até o reinício do MXGP foi muito difícil, com duas lesões. O fêmur estava horrível e depois a lesão na clavícula. Isso significou quase nenhum tempo na minha bicicleta. Este ano tem sido uma loucura e apesar da falta de treino e de pilotagem ainda consegui um 3º na geral aqui. Foi um dia muito difícil. Eu me senti bem na primeira corrida, mas no início da segunda estava sofrendo. Eu fui muito, muito fundo. Estou muito feliz por manter essa posição para subir ao pódio e sair destas corridas sem quedas. Espero continuar assim. ”

Apesar do circuito de Kegums ser muito exigente, estava claro que Prado não ia recuar apesar das suas condições de corrida. Felizmente, Kegums era uma pista em que Prado gostava de correr e encontrou energia extra para terminar nos três primeiros.

“É uma pista de que gosto, uma pista bonita, um pouco arenosa e difícil fisicamente, e foi por isso que lutei. Não tive muito tempo com a moto, mas Kegums estava muito físico. É difícil dizer, mas sou cerca de 70% sábio em preparação física. O nível em MXGP é muito alto e aumenta a cada ano. É difícil lá em cima. Para mim é fácil (fazer uma pausa entre a Letônia e a Itália). Não passei muito tempo com a bicicleta e preciso continuar treinando forte e fisicamente. Quando voltarmos às corridas, preciso estar em melhor forma. ”

Agora, indo para a cabeçada tripla de Faenza, você pode ter certeza de que algumas semanas extras de treinamento para Prado o ajudarão a lutar ainda mais por outro pódio, ou talvez até mesmo por uma vitória em um Grande Prêmio. Com nomes como Jeffrey Herlings, Tim Gajser e Antonio Cairoli em boa forma, você pode contar com o espanhol que trabalhará mais duro do que nunca para vencer seus rivais no campeonato.

 

Copyright da foto: Red Bull KTM Factory Racing 

Autor: 
Geoff Meyer