MXSX Nacionais

Confira o que muda no regulamento 2019 do BRMX

Escrito em 25/02/2019
Divulgação


O Campeonato Brasileiro de Motocross se inicia dia 14 de abril em novo local. A cidade de Alfenas (MG) dará a largada na temporada no lugar da cidade mencionada anteriormente. O Confederação Brasileira de Motociclismo ressalta que para a realização de uma etapa, os governos, municipal, estadual e federal, mais as empresas locais são resposáveis por grande parte da viabilização do evento. Apesar de muitos municípios terem desmonstrado a intenção em realizar uma etapa do campeonato, nem sempre conseguem atender no prazo determinado as ações solicitadas pela CBM, sendo, em algumas situações como esta, a instituição obrigada a buscar soluções rápidas preservando a qualidade da competição e impactando o menos possível no cronograma dos pilotos e todos envolvido. Por isso,  a CBM tem se esforçado para manter a data já mencionada, mesmo com a alteração do local. 

Mudanças também estão previstas no regulamento da temporada 2019 do Campeonato Brasileiro de Motcross. Este ano a Confederação Brasileira de Motociclismo vai adotar um novo critério de idade para pilotos das modalidades Motocross, Velocross, Cross Country, Motovelocidade e Enduro Regularidade. Para determinação da idade nessas modalidades, o piloto deverá ter a idade mínima completa, até o dia do encerramento da inscrição da prova escolhida. Por exemplo, se um piloto que tem 17 anos e pretende competir numa categoria onde a idade mínima exigida é de 18 anos, ele só poderá participar da categoria assim que completar tal idade, mesmo que o campeonato já tenha se iniciado, ou seja, se a competição começou em março e o piloto fizer 18 anos em junho, ele só poderá entrar na categoria após o seu aniversário.

O documento ainda ressalva sobre a idade máxima, onde o piloto ao estar apto, com sua idade mínima de entrada, automaticamente poderá completar a Classe do campeonato em questão, mesmo que atinja idade superior. Havendo ainda a possibilidade de participação em uma outra classe ao completar a idade mínima solicitada para o seu acesso. “A mudança no regulamento quanto a idade para participação ocorreu devido a questões jurídicas, pois quando se completa a idade mínima exigida, o participante   tem direitos legais estabelecidos. Em 2018 a interpretação quanto a idade mínima exigida não estava juridicamente correta, então vimos a necessidade de readequação para atender questões legais. Com isso, o piloto que até o ano passado tinha que ter a idade mínima exigida até dia 1º de janeiro, agora se completar a idade até o prazo final das inscrições já poderá participar da categoria, não precisando esperar um ano para o acesso.” – esclareceu Wilson Yasuda, presidente do Conselho Técnico Desportivo Nacional.  
O regulamento prevê ainda alteração na tomada de tempo para denifição do gate nas provas das categorias MX1 e MX2, nas quais serão feitas em baterias de 12 minutos, diferentemente do ano passado que era através dos treinos cronometrados.

Outra alteração está na categoria Nacional, que além de motocicletas com 230cc (categoria Nacional A) também aceitará motos com 250cc de fabricação original nacional (categoria Nacional B).

Este ano os pilotos estrangeiros vão poder pontuar em todas as classes, diferentemente de 2018 onde era possível a pontuação apenas na categoria MX1, com ressalva ao pilotos estrangeiros que possuem apoio ou contrato com empresas ou equipes que atuam em solo brasileiro poderão pontuar apenas nesta categoria.

 

 

Confira aqui o regulamento do Campeonato Brasileiro de Motocross 2019.