MXSX Nacionais

Neste sábado (22) Fama (MG) recebeu disputas de três categorias no BRMX

Escrito em 22/06/2019
CBM


O Sul de Minas ficou agitado neste sábado (22) com as competições da 4ª etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross, válido também pelo Campeonato Mineiro da modalidade. Ao todo foram feitas aproximadamente 320 inscrições para as disputas nas categorias MX1, MX2, MX3, MX4, MX5, MXJR, MX2JR, MX Elite, 65cc e 50cc que acontecem neste final de semana.

A MX4 abriu a primeira bateria do dia, com destaque para o retorno do piloto IMS Racing, Cristiano Lopes que voltou de uma lesão e ainda garantiu o 4º  lugar do pódio. O primeiro lugar ficou para Willian Guimarães, atual líder do campeonato.

 

MX4

1- Willian Aparecido Alves

2- Rodrigo Guedes

3- Amilton Antônio

4- Cristiano Lopes

5- Renato Faria Dias

 


A tarde de sábado também foi marcada pelas provas da MX5 e 50cc. Na categoria de base a briga pela primeira posição emocionou o público que lotou as arquibancadas. O piloto Egídio Gabriel liderou com dificuldades boa parte da prova, tendo muitas trocas de posições com Caio Grosbelli, que acabou conquistando o lugar mais alto do pódio.

50CC

1- Caio Grosbelli

2- Egídio Gabriel Camilo

3- João Vitor Gouvea

4- Abrahão Farid Maciel

5- Nikolas Tapari Roque

A última prova do Campeonato Brasileiro de Motocross foi da categoria MX5, que teve a bateria realizada junto com a Nacional, classe válida nesta etapa apenas pelo Campeonato Mineiro. Wellington Valadares fez a melhor largada, mas perdeu quatro posições após uma queda na última volta, dando vantagem para Marco Muller ficar com o primeiro lugar.



MX5

1- Marco Müller

2- Fábio Aleixo dos Santos

3- Léo Lopes

4- Ricardo Sebbe

5- Wellington Valadares

 

Comissão de Atletas

O dia também foi marcado pela eleição da Comissão de Atletas. Pilotos de diversas modalidades tiveram a oportunidade de escolher durante a 4ª etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross seus representantes para participar direta e ativamente dentro das ações dos associados da Confederação Brasileira de Motociclismo, podendo contribuir para o motociclismo no Brasil. Uma conquista dos atletas determinada através da Lei Pelé e incluída no Estatuto da Confederação Brasileira de Motociclismo. Os pilotos se reuniram na noite de sexta-feira (21) para escolher os possíveis candidatos. Entre os nomes cogitados estiveram Jorge Negretti, piloto motocross, freestyle e supermoto e Cristiano Lopes, piloto de motocross e colecionador de mais de vinte títulos na carreira.

Na eleição realizada no final da tarde de hoje (22), a maioria dos votos computados foram para Cristiano Lopes, que passará a ser o primeiro representante dos pilotos de todas as modalidades de motociclismo que estão filiados à CBM. Como principal membro da Comissão de Atletas, Cristiano Lopes poderá participar das Assembleias Ordinárias e Extraordinárias  que virem ocorrer dentro da instituição e trazer sugestões feita entre os atletas para o fortalecimento do esporte no país.