Comentários

Nenhum comentário
Seja o primeiro a enviar um comentário
MXSX Nacionais

Mudança de tempo e muita emoção marcam a 1ª etapa do Brasileiro de Motocross

Escrito em 26/03/2018
CBM

Confira como foi o primeiro dia da 1ª do BRMX 2018

Foi dada a largada do Campeonato Brasileiro de Motocross, que este ano teve novamente a cidade de Cornélio Procópio como sede da abertura. O primeiro dia de prova foi marcado por novidades na pista no qual os pilotos tiveram que lhe dar a terra vermelha e também areia, o que deixou a competição ainda mais desafiante, sem contar o sol forte durante todo o dia.

 



A categoria MX3 abriu o campeonato com pista cheia. Ao todo foram 41 inscritos no qual os 34 melhores tempos do treino cronometrado garantiram vaga para a disputa do primeiro lugar. Marcos Campos, mesmo há dois anos afastado do motocross e apenas com dez dias de preparação levou a melhor, conquistando o topo do pódio, seguido de Vini Borgareli que se preparou para a temporada realizando o pré-treino na Califónia. Jonathan Batista ficou na terceira colocação, seguido por Vanderlei da Silva e Claudner Rocha.

 

 



MARCOS CAMPOS CORDEIRO – Melhor tempo: 1:28.497
VINICIUS MACHADO BORGARELLI DE QUEIROZ  – Melhor tempo: 1:29.064
JHONATAN ROBERTHSON BATISTA  – Melhor tempo: 1:28.157
VANDERLEI RODRIGUES DA SILVA  – Melhor tempo: 1:30.265
CLAUDNER COELHO DA ROCHA  – Melhor tempo: 1:29.968



Na categoria 230cc para pilotos a partir de 14 anos e mulheres a partir de 17, Caio Lopes que na mesma etapa do ano passado, também realizada em Cornélio Procópio (PR), teve que abandonar a prova por conta da motocicleta que quebrou faltando duas voltas, mas desta vez fez bonito. Com uma boa vantagem do segundo colocado Cassio Anacleto, ele conseguiu o primeiro lugar tranquilamente. Quem conquistou a terceira posição foi Joseildo Jr, seguido por Lucas Frazão e Janiedson Pereira que brigou com Maicom Rosa para garantir a última posição do pódio.



CAIO LOPES FERNANDES – melhor tempo: 1:31.103

CASSIO ANACLETO ESPINDOLA – melhor tempo: 1:34.131

JOSEILDO FERREIRA LOPES JUNIOR – melhor tempo: 1:33.810

LUCAS FERNANDO BOTTCHER FRAZÃO – melhor tempo: 1:33.777

JANIEDSON PEREIRA DE LUCENA– melhor tempo: 1:34.706

 



A categoria de novas gerações do motocross, 55cc ou mais conhecida como “cinquentinha” teve torcida calorosa do começo ao fim da competição. Este ano os pilotos foram isentados da filiação, um incentivo da Confederação Brasileira de Motociclismo para que estes pilotos sigam a carreira no esporte. Confira como ficou a classificação geral:

GUSTAVO MAURICIO M. TORRES – melhor tempo: 1:52.715

FRANCISCO EMILIO DE PAULA FILHO – melhor tempo: 1:58.996

MATHEUS HENRIQUE MENDES OLIVEIRA – melhor tempo: 2:00.660

DENYTER DOUGLAS DORFSCHIMIDT – melhor tempo: 2:01.268

LUIZ HENRIQUE TAPARI DOS SANTOS – melhor tempo: 2:02.798


Tempo muda e pilotos correm o segundo dia de prova com chuva

Já o segundo dia de prova começou com tempo fechado e pancadas de chuva. Apesar do tempo instável as condições contribuíram para a manutenção da pista.

A primeira bateria do dia foi a classe 65cc, de 7 a 12 anos. O piloto Felipe Menezes que no ano passado correu pela 50cc estreou esta temporada na categoria 65cc com vitória. Na sequência foi a vez das mulheres do motocross entrar na pista. Na MXF Maiara Basso, atual campeã do Brasileiro, manteve a liderança garantindo a primeira posição, seguida por Marcelly Lobato, Larissa Dallo, Sarah Raquel e Tatiane, que conseguiu a última vaga no pódio.



 

As provas mais esperadas do dia aconteceram a tarde, com as categorias MX1, MX2, MX2JR, MXJR e Elite MX. Nem mesmo o tempo instável espantou o público que garantiu o guarda-chuva para acompanhar a emoção de perto. Voos panorâmicos de helicóptero foram disponibilizados para quem quisesse acompanhar a prova por um outro ângulo.

 



A prova da MX2 e MX2Jr foi marcada por uma disputa emocionante. O piloto Fábio Santos abriu vantagem de seis segundos em relação ao segundo colocado, Pepe Bueno, mas um problema na motocicleta, nas duas últimas voltas, obrigou o líder a sair da prova abrindo oportunidade para Pepê assumir a primeira posição. O piloto que é natural de Cornélio Procópio (PR), teve sufoco para manter a liderança. Na última volta faltando três curvas para a chegada, ele perdeu posição para Gustavo Pessoa, ficando com o segundo lugar. Na MX2JR também não faltou emoção. O campeão da etapa do ano passado, Thalles Nathan, mais uma vez garantiu o topo do pódio, seguido de Bruno Shmitz.

 



Na MX1 teve ainda mais velocidade. O atual campeão Carlos Campano da Honda se manteve na 10ª posição, mas conseguiu recuperar e terminar a bateria na terceira posição. O piloto Hector Assunção do time Honda assumiu a liderança disparada do segundo colocado Eduardo Lima. Na MXJR o piloto de Lageado, Henrique Heinicka não teve dificuldade para assumir a liderança. A briga foi boa na disputa da segunda posição. Gabriel Andrigo teve na cola Kevin Ramos, que terminou a bateria na 3ª colocação.

 



A última bateria do dia, Elite MX, na qual participam os 10 melhores tempos dos treinos cronometrados da MX1 e MX2, mais outros 12 pilotos ou da MX1 ou MX2 e 02 melhores da MX3, totalizando o grid de largada com 34 pilotos, não aconteceu devido a forte chuva que comprometeu a pista e parte da estrutura dos standes. Com isso a categoria passa a ser válida na próxima etapa, em Rancho Queimado, nos dias 7 e 8 de abril, quando acontece a 2ª etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross. O pódio das categorias que seria realizadas no final do sai também ficará para a etapa seguinte. O campeonato Brasileiro de Motocross é supervisionado e realizado pela CBM e tem o patrocínio da Baterias ERBS, Rinaldi Pneus, Honda, Yamaha e IMS Racing e o apoio da Uniart troféus.

Veja como ficou a classificação das categorias na 1ª etapa do Brasileiro.

CLASSE 65CC:

FELIPE DE MENEZES MARQUES

RAUL NUNES BENTO MIRANDA

GARMICHEL RODRIGUES GIEHL

GUILHERME BRESOLIN

VITOR HUGO JAROSCZEVSKI DE BORBA

 

CLASSE MXF

MAIARA BASSO

MARCELY LOBATO CAZADINI

LARISSA DALLÓ LAIRA

SARAH RAQUEL GUIMARAES SILVA

TATIANE APARECIDA POLTRONIERI

 

MX2JR

TALLYS NATHAN SILVA BRITO

BRUNO FENSTERSEIFER SCHMITZ

LEONARDO AUGUSTO NUNES

JOAO ANTONIO MARCELINO LINO

JOSEILDO FERREIRA LOPES JUNIOR

 

MX2

GUSTAVO PESSOA DE SOUZA

PEDRO HENRIQUE ROSA BUENO

FREDERICO MOLINA SPAGNOL

LUCAS MORAES DUNKA

LEANDRO DAVIDS ARAUJO

 

MXJR

HENRIQUE HENICKA

GABRIEL BOHRER ANDRIGO

KEVEN WILLIAN IKEDA RAMOS

GABRIEL VINICIUS DOS SANTOS MIELKE

ATHALO ARAUJO BRITO

 

MX1

HECTOR FREITAS ASSUNÇAO

EDUARDO FERREIRA LIMA

CARLOS CAMPANO JIMENEZ

JEAN CARLO RAMOS

MARCELLO FERREIRA DE LIMA (RATINHO LIMA)