MXSX Nacionais

Pilotos da MX1 e MX2 somam pontos apenas da primeira bateria na 6ª etapa do BRMX

Escrito em 16/09/2019
Divulgação


Neste domingo (15) as categorias MX1, MX2, MX3, 65cc, MX2JR, MXJR, e Elite MX entrarem na pista SP Race Park, em Jarinu (SP) pela 6ª etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross, válida também pela 2ª etapa do campeonato paulista. Também foram realizados os pódios da Nacional Pró, 50cc, MX4, MX5 e MXF que tiveram as vitórias definidas no final da tarde de ontem (14).

As categorias  MX3 e 65cc abriram as baterias do dia. A ordem de largada foi definida pela posição no campeonato já que os pilotos não puderem realizar os treinos cronometrados devido a manutenção da pista. Pela MX3, Roosevelt Assunção acelerou mais forte e se mantem na liderança do campeonato e vai para a final com mais vantagens. Pela 65cc vitória para Bernardo Tiburcio que também segue para a grande final um pouco mais tranquilo em busca do título.

 

A penúltima etapa trouxe muitas expectativas para as baterias da MX1 e MX2. O equatoriano Jetro Salazar, do time Honda fez uma boa largada na primeira bateria da 450cc e teve várias trocas de posições com o espanhol do time Yamaha, Carlos Campano. O público vibrou a cada volta com a disputa. Mas o espanhol e aniversariante do dia conseguiu abrir um pouco mais de vantagem nas duas últimas voltas e garantiu a primeira posição. Pela MX2, vitória em casa do Fábio Santos. O piloto natural de Jarinu contou com o apoio da torcida organizada para garantir a primeira posição da primeira bateria.

A segunda bateria da MX1 e MX2 que seria realizada durante a prova da MX Elite acabou não acontecendo. Após a volta de apresentação os pilotos se reuniram com a direção de prova e questionaram a seguridade da pista. O júri de prova da Confederação Brasileira de Motociclismo avaliou a situação e fez as manutenções necessárias na pista em tempo hábil para manter a realização das baterias. Porém, mesmo com o trabalho realizado os pilotos não compareceram no gate para a largada. “O júri decidiu em não realizar a prova, mesmo a pista tendo todas as condições de realização.” – disse Wilson Yasuda, presidente do júri de prova. A SP Race Park promotora do evento também se manifestou sobre a situação “Tivemos um final de semana de muitas expectativas e ficamos contentes com o retorno do Campeonato Brasileiro de Motocross a São Paulo. Realizamos diversas baterias com sucesso e lamentamos o ocorrido na última bateria do dia.” – Percival Andrade Nascimento, diretor de eventos do SP Race Park.

 

Com isso, apenas a primeira bateria das categorias MX1 e MX2 serão válidas e o campeonato segue para o sua 7ª etapa nos dias 26 e 27 de outubro, em Belo Horizonte (MG).

 

Confira os resultados do dia

 

MX1

1.     Carlos Campano

2.     Jetro Salazar

3.     Hector Assunção

4.     Paulo Alberto

5.     Humberto Martins

 

MX2

1.     Fábio Santos

2.     Léo Souza

3.     Fred Spagnol

4.     Marcelo Leodorico

5.     José Mombach

 

MX3

1.     Roosevelt Assunção

2.     Marcus Vinicius Ribeiro

3.     Willian Aparecido

4.     Markolf Erasmus

5.     Claudner Coelho

 

65cc

1.     Bernardo Tiburcio

2.     Pietro Pirolli

3.     Bruno Leal

4.     Francisco Emilio

5.     Jose Arantes Braulio

 

MX2JR

1.     Marcello Leodorico

2.     Gabriel Bohrer

3.     Joaquim Antonio Neto

4.     Rafael Ribeiro de Araújo

5.     João Victor Alves

 

MXJR

1.     Gabriel Vinicius

2.     Vitor Hugo

3.     Guilherme Bresolin

4.     Henrique Henicka

5.     Rafael Becker


As categorias Nacional, MX5 e 50cc tiveram os primeiros campeões brasileiros do BRMX definidos no sábado (14) em Jarinu.

A penúltima etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross realizada neste final de semana, 14 e 15 de setembro no SP Race Park, em Jarinu (SP) teve gostinho de final para as categorias Nacional Pró, MX4 e 50cc. Neste sábado (14) foram definidos os primeiros campeões da temporada. O calor de 30°C aqueceu ainda mais a 6ª etapa do campeonato que contou também com as disputas das categorias MX5 e MXF .

Pela categoria MX4, Willian Guimarães não fez uma boa largada. Uma queda ainda na primeira volta complicou a situação do líder do campeonato. Numa prova de recuperação passou Cristiano Lopes que vinha na primeira posição  e conquistou o primeiro título da temporada. “Da etapa de Faxinal pra cá eu me tornei outra pessoa. Fiz uma melhor preparação e só pensei em passar quem estivesse na frente. Apesar de não ter feito uma boa largada e ter caído na curva, consegui recuperar. Meu objetivo era só passar todo mundo. Nem vi a bandeira, só fui saber que era o primeiro depois que perguntei para o Cristiano.” - comemorou o campeão antecipado da MX4. Guimarães também irá correr neste domingo (15) pela MX3 e apesar de não somar pontos pela bateria  espera realizar buscar um bom resultado para satisfação pessoal.

 

Na categoria Nacional Pró, vitória emocionante de Wellignton Garcia. Apesar de ter tido problemas com a moto durante os treinos e ter largado na oitava posição, o goianinho precisou apenas estar entre os cinco primeiros para garantir o título. A vitória  marca o retorno do título de campeão brasileiro ao goianinho após oito anos recuperado de um grave acidente, no qual não conquistava um título no nacional.

 

Título definido também na categoria 50cc. Caio Grosbelli largou atrás de Victor Hugo mas ainda primeira volta conseguiu assumir a primeira posição e se manteve na liderança se consagrando o campeão pela categoria.

 

Confira os resultados dos pódios

 

MX4

  1. Willian Guimarães
  2. Cristiano Lopes
  3. Rodrigo Guedes
  4. Adilson Luis de Araujo
  5. Rodrigo Olavo

 

MX5

  1. Fabio Aleixo
  2. Ricardo Sebbe
  3. Marco Müller
  4. Marcos Finazzi Gerbi
  5. Claudiney Jose

 

Nacional-Pró

  1. Caio Lopes
  2. Ismael da Costa
  3. Diego Fernando
  4. Wellington Garcia
  5. Renan Goto

 

50cc

  1. Caio Grosbeli
  2. Egídio Gabriel
  3. Zion Berchtod
  4. Pablo Galdino
  5. Luanna Martinez

 

MXF

  1. Maiara Basso
  2. Larissa Dalló
  3. Sarah Raquel
  4. Tatiane Poltroniere
  5. Tais Castro