MXSX Nacionais

Federação Gaúcha de Motociclismo organiza retomada de campeonatos no segundo semestre

Escrito em 20/06/2020
Cesar Araujo

Competições terão novas regras e calendários adequados ao prazo reduzido
 



Após uma série de discussões, a Federação Gaúcha de Motociclismo (FGM) retomará campeonatos estaduais no segundo semestre de 2020. As ações levam em consideração as restrições sociais impostas pela Covid-19 e, também, os decretos estaduais sobre a presença do vírus no estado.

Dessa forma, está confirmada a realização dos calendários dos gaúchos de Motocross e de Velocross. Outras modalidades, como os estaduais de Enduro de Regularidade, Hard Enduro, Motovelocidade e Rally, ainda estão passando por ajustes de formato e agenda, devendo ter novidades em breve.

Falando nisso, as competições terão novos formatos. O Velocross iniciará com provas classificatórias regionais, em que o Rio Grande do Sul estará dividido em três partes, Norte, Centro e Sul. Cada uma delas terá duas etapas classificatórias e seus vencedores terão acesso aos três encontros finais do Super Gaúcho, que definirão os campeões estaduais da temporada 2020. O primeiro evento está marcado para 18 a 19 de julho, na região central, em cidade ainda a definir. Esta data fica sujeita a liberação das atividades esportivas após o coronavírus.



Motocross com novas categorias

No motocross também há mudanças. Primeiro, na pontuação, pois o piloto receberá bônus por cada etapa em que participar. Além disso, foram criadas três novas categorias: MX2 Jr, para homens de 13 a 17 anos e mulheres de até 18 anos; Light Especial, para Estreantes com idades entre 13 e 34 anos; e Light Nacional, idêntica a Especial, mas composta por motos nacionais ao invés de importadas.

Para o diretor da modalidade, Roberto Limberger (o Zanela) essa é uma forma de valorizar pilotos que prestigiam o maior número possível de etapas. “A temporada está sendo atípica para todos nós e buscamos a melhor forma de lidar com isso, encontrando soluções inteligentes e respeitando as normas de combate à Covid-19”, destaca.

Com os ajustes, devem ocorrer até seis etapas, apesar do desafio para agendar os eventos. O primeiro evento está previsto para os dias 15 e 16 de agosto. “Com o calendário reduzido, precisamos pensar cuidadosamente cada uma das datas para não coincidir com as provas válidas pelo Campeonato Brasileiro de Motocross”, explica Zanela. “E ainda ficamos sujeitos à liberação das atividades de competições”, complementa.

Federação sorteará moto 0km entre pilotos

Ao final da temporada, pilotos que participarem de todas as etapas dos gaúchos de Motocross e de Velocross correm o risco de levar uma Yamaha Lander ABS 2020 zero quilômetro para casa. O sorteio acontece através de uma parceria firmada entre Federação Gaúcha de Motociclismo e Yamaha Racing, através das concessionarias Moto Sport no estado.

Para concorrer, o atleta deve prestigiar todos as etapas de ao menos uma das modalidades (Motocross ou Velocross), a bordo de uma motocicleta Yamaha. Além disso, pilotos que competirem com motos da marca terão isenção nas taxas de filiação da CBM e FGM e bônus de 50% na sua primeira inscrição. Essas ações integram o programa da empresa de incentivo ao esporte, o bLU cRU.

Para conferir o calendário atualizado de 2020, acesse: https://fgm.esp.br/public/uploads/files/CALEND%C3%81RIO%20FGM%202020%20-%20CO VID.pdf


Federação Gaúcha de Motociclismo | FGM
Jornalista Responsável: Guilherme Augusto MTB 17506/RS
Contato: 51 99763-3901 / contato@gearboxcomunicacao.com