Comentários

Nenhum comentário
Seja o primeiro a enviar um comentário
+ Notícias

FCM publica regulamento do Velocross 2018

Escrito em 08/01/2018
Bruna Wagner - Assessoria FCM


A Federação Catarinense de Motociclismo (FCM), divulgou ontem (04), o regulamento unificado do Velocross, para a temporada deste ano. Após várias conversas e trocas de idéias entre as três federações do Sul e liderados pela Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM), houve a unificação do regulamento da categoria, que passa a ser válido para Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul e também pode ser utilizado para as copas.

Um dos objetivos traçados  pelas federações, foi aperfeiçoar o regulamento visando poder controlar adequadamente as classes e os diferentes tipos de pilotos envolvidos na competição. O regulamento do Brasileiro de Velocross terá como base o divulgado pelo Sul do país.  

Para o presidente da FCM, as diferenças ficaram apenas em algumas classes que são exclusivas de cada estado. As demais questões do regulamento foram unificadas. “Acreditamos que isso só tem a fortalecer o mercado de competição do Velocross. Sabemos que o regulamento foi divulgado com um pouco de atraso, mas visando o melhor dos campeonatos, trabalhamos em conjunto com todas as federações para trazer um único regulamento, visando o engrandecimento do esporte”, relata Marisergio Kons.

 

Uma das alterações foi a mudança de nome de Nacional 230 Standard para Nacional 230 Light, isso porque esta classe terá vários itens originais que serão rigorosamente controlados, mas mesmo assim não será 100% original pela grande dificuldade de controle nestas condições.

Para Jair Costa, diretor de Velocros da CBM,  a criação de um regulamento único surgiu com a intenção de melhorar as atividades da categoria. “Após uma reunião realizada ainda em dezembro com a presença dos presidentes de cada federação, junto com representantes técnicos, ficou definido então a criação deste regulamento. Foram vários dias de consultas, acertos e alterações, chegando então a um consenso final. Agora, os pilotos do Sul têm um regulamento igual, com normas técnicas totalmente definidas. Esperamos que isso sirva para a evolução da modalidade, que hoje é a maior em relação ao volume de pilotos em todo o Brasil”, conta.

O regulamento foi homologado em janeiro de 2018 pela FCM, Federação Paranaense de Motociclismo (FPRM), Federação Gaúcha de Motociclismo (FGM) e CBM.

Confira o novo regulamento aqui.