+ Notícias

Rota Bioceânica fará parte de projeto piloto de mototurismo no Brasil

Escrito em 27/03/2019
CBM


A viabilização do corredor rodoviário bioceânico, que liga o Brasil aos portos chilenos no oceano Pacífico, passando pelos territórios paraguaio e argentino, não só tem promessa para aquecer a economia do país por meio da importação e exportação de mercadorias, como também tende a se tornar rota turística. Este foi o teor da reunião realizada esta manhã (27) entre Firmo Henrique Alves, presidente da Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM), e Bruno Wendling, presidente da Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul (Fundtur).

Natural de Campo Grande (MS), local onde também possui a sede da CBM, Firmo apresentou propostas a Fundtur para a criação de uma rota voltada ao mototurismo. “Mato Grosso do Sul se tornará o ponto mais próximo do pacífico e por isso me dirigi ao presidente Bruno para buscar apoio e parcerias com o governo do estado para implementar um projeto piloto que começará aqui, mas que tem proporções mundiais. Queremos desta forma fortalecer o turismo voltado para motocicleta e explorar a Rota Bioceânica turisticamente, contribuindo também para aquecer não só a economia local como de todo o país” – comentou Firmo que também é membro da Comissão Mundial de Mototurismo da FIM (Federação Internacional de Motociclismo)




O trabalho a ser desenvolvido consiste em mapear rotas pelo Brasil, incluindo a Biocânica e exterior, para que os apaixonados por motocicletas possam cair na estrada com segurança e sem surpresas. “Com o projeto os viajantes poderão consultar o clima da rota escolhida, roupas adequadas, melhores pontos de parada, lugares para se hospedarem e fazer refeições, onde abastecer e muito mais. Assim ele poderá prever possíveis situações e se programar para não passar nenhum apuro” – revelou o presidente da CBM.

Em julho o presidente da CBM foi convidado a participar de uma expedição pelo corredor rodoviário bioceânico com grupos de motoclubes e Associação Brasileira de Agências de Viagens, no qual farão a primeira expedição para mapeamento turístico.

A Rota Bioceânica
O corredor criará importante conexão viária entre o Centro-Oeste brasileiro e o Pacífico. Terá início em Mato Grosso do Sul, na cidade de Porto Murtinho; cruzará o território paraguaio por Carmelo Peralta, Mariscal Estigarribia e Pozo Hondo; atravessará em território argentino as cidades de Misión La Paz, Tartagal, Jujuy e Salta; ingressando no Chile pelo Passo de Jama, até alcançar os portos de Antofagasta, Mejillones e Iquique.